Follow by Email

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Conto de Fadas na Promoção

Tantas histórias conhecidas de alguém que se apaixona pela pessoa errada e acaba sofrendo muito por não ser correspondido... essas histórias são como aquelas balas de coco que uma é demais, duas é diabetes, e três é overdose de açúcar... 
E nessas histórias geralmente uma parte fundamental é esquecida, a pessoa amada...
Ninguém quer saber os motivos dela pra não retribuir o sentimento, ou as confusões que está a cabeça dela no momento, só esperando o momento de explodir... Ninguém liga pra isso porque a história tem que fazer as pessoas se identificarem e sensibilizarem. Já viu isso? é como se o detergente precisasse da polaridade pra fazer sabão.
Nós buscamos fontes pra nos sensibilizarmos quando já fomos feitos pra isso, apenas abrindo os olhos, , dando um passo atrás pra enxergar o todo, pensar antes de agir e falar, e principalmente antes de julgar.
Quem está em um amor platônico, geralmente não entende o porque está assim, e o mesmo acontece com que é amado. Quando aconteceu comigo de se apaixonarem por mim, eu sinceramente não soube o porquê. 
A pessoa tem que se preocupar com os sentimentos dela e da criatura que se apaixonou por ela. è tipo um ciclo aonde ninguém se acha digno de ser amado e por isso corre atrás de alguém e torna a pessoa impossível de ser conquistada. 
O problema aqui está em falta de comunicação e excesso ao mesmo tempo... Falta esclarecer os sentimentos antes de falar, e esclarecer muuuuito esclarecidos, do tipo : tenho admiração é diferente de EU TE AMO, CASE COMIGO, EU MORRO SEM VOCÊ, COFF COFF. 
Se for pra se declara pra alguém, primeiro tenha certeza de que a pessoa quer ouvir os seus sentimentos, pois se ela não quiser isso só vai acabar com o relacionamento. E depois pense  bem pra falar com honestidade, mas com moderação. Sem essas coisas de amor eterno, compromissos sufocantes e blá blá blá